UMA JANELA PARA A AMÉRICA LATINA

Freddy Mamani

Freddy Mamani Silvestre é descendente do povo andino pré-colombiano aymara. Nasceu em 1971, em Catavi, um vilarejo rural da Bolívia. Cresceu em El Alto, onde trabalhou como pedreiro com seu pai. Posteriormente, Freddy estudou engenharia e arquitetura.

A partir dos desejos e necessidade de seus clientes, começou a desenhar edifícios singulares que mudaram a cara da cidade. 

São prédios coloridos e com formatos excêntricos que combinam estéticas diversas: arquitetura moderna, barroco latino-americano e chinês, andino, folclórico, futurista, de anime e ficção científica. 

Seus trabalhos ficaram conhecidos como a Nova Arquitetura Andina. Hoje, já são mais de cem obras realizadas na Bolívia, Peru e Brasil.

A autora das fotografias, Florencia Blanco, nasceu em Montpellier, França, em 1971. Morou na Argentina nas cidades Bahía Blanca, Pedro Luro e Salta, que fizeram parte do Império Inca desde o século XII. Atualmente, mora em Buenos Aires.

Estudou cinema e fotografia. Foi contemplada com os prêmios Menção Especial do Jurado do Salão Nacional de Artes Visuais – Buenos Aires (2021), AAMEC de Fotografia Contemporânea Argentina – Córdoba (2018), Grande Prêmio Banco Província de Buenos Aires (2009), Fifty Crows International Fund for Documentary Photography – San Francisco, EUA (2002), Subsídio à criação artística da Fundação Antorchas (2000) e Beca Nacional do Fundo Nacional das Artes (2000).