UMA JANELA PARA A AMÉRICA LATINA

Marcos López

Marcos López

Argentino de Santa Fé, Marcos López é fotógrafo e artista plástico.

Começou a fotografar em 1978, aos 20 anos.

Em 1982, ao conquistar uma bolsa de estudos no Fundo Nacional para as Artes, mudou-se para Buenos Aires. Com um grupo de 12 fotógrafos, entre eles Perez Aznar e Painter Zout, criou o Núcleo de Autores Fotográficos, círculo de discussão, crítica e pesquisa da fotografia como meio de expressão.

Durante esse período, conheceu artistas plásticos de outras linguagens que o influenciaram a desenvolver trabalhos artísticos para além da fotografia. Ao longo dos anos, realizou vídeo-documentários e aventurou-se na pintura e na instalação.

Em 2016, foi convidado pelo Centro Cultural Kirchner, para participar das comemorações do bicentenário da Independência da Argentina, com a exposição “Ser nacional”.  Também expôs em Toledo, na Espanha (“ToledoContemporânea”, 2014); Instituto Cervantes, em Roma (“Sub-realismo pop-latino/crioulo”, 2014); Rolf Art, em Buenos Aires (“In-Continente”, 2018); Houston Center of Photography, nos EUA (“Fotografia nos seus limites”, 2019); Biblioteca Bouches-du-Rhône, em Marselha (“Pause déjeuner”, 2019); The Photographer’s Gallery, Londres (“Impulsos urbanos: fotografia latino-americana de 1959-2016”, 2019); e no Museu Regional de Querétaro, México (“Red Ink”, 2020).

As imagens abaixo são das séries Pop Latino, Surrealismo Criollo e Vuelo de Cabotaje.