Pavilhão da Criatividade Darcy Ribeiro

Caminhar pelo continente latino-americano é um dos atrativos que fazem do Pavilhão da Criatividade um dos espaços mais visitados do Memorial da América Latina. Além do acervo permanente de 4 mil peças de arte popular do Brasil, México, Peru, Equador, Guatemala, Bolívia, Paraguai, Chile e Uruguai – único no País -, ali, sobre um piso de vidro reforçado de 48 metros quadrados,  o visitante “passeia” pelo mapa da América Latina, seus limites, relevos e sua história, representada por mil peças  em miniatura de monumentos, objetos, pessoas e animais criadas  por Gepp e Maia. No espaço, de 1.600 metros quadrados, catalogados por países, trajes típicos, máscaras, estandartes, instrumentos musicais, objetos de adorno e de uso cotidiano, obras em argila, madeira, esculturas em ferro, brinquedos, adereços religiosos e profanos, entre muitas outras peças,  traçam um panorama sensível do artesanato do nosso lado do planeta. Há, também, auditório com capacidade para 80 pessoas, onde são promovidas palestras, lançamentos de livros, mostras temporárias e sessões de cinema.

Outros espaços